STF tira de Moro fatia da Lava Jato que tenta envolver Lula

Caça a Lula
Typography

A decisão do ministro Teori Zavascki não anula a suspensão de Lula como ministro, determinada por Gilmar Mendes.

Rede Brasil Atual

As investigações da Operação Lava Jato que tentam envolver o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva devem ser remetidas ao Supremo Tribunal Federal. A determinação foi expedida na noite desta terça-feira (22) pelo ministro Teori Zavascki. Ele é o relator da Corte Suprema dos casos da Lava Jato que requeiram a apreciação em no foro maior do Judiciário.

A decisão de Teori não anula a suspensão de Lula como ministro, determinada por Gilmar Mendes na última sexta (18). Mas reverte a manobra de Mendes, que devolveu para Moro as investigações sobre o ex-presidente. Será o plenário do STF que deverá decidir, na próxima semana, se o ex-presidente poderá ou não dirigir a pasta da Casa Civil.

Leia mais:

Manifestantes fazem ato em defesa da democracia e contra a Globo nesta quinta, 24

PUBLICIDADE
,
PUBLICIDADE

'Os que pedem minha renúncia só asseguram a fragilidade dos seus argumentos'

Dino: ‘Ontem, Forças Armadas. Hoje, a toga supostamente imparcial e democrática’

Zavascki decretou novamente o sigilo sobre as gravações telefônicas de Lula, interceptadas na operação. Deu ainda prazo de dez dias a Moro para prestar informações ao STF sobre a retirada do segredo de justiça e vazamento dos áudios entre Lula e outras pessoas, incluindo os advogados do ex-presidente e a presidenta Dilma Rousseff.

A determinação de Teori Zavascki foi proferida depois de o presidente do Supremo, Ricardo Lewandowski, requerer uma manifestação dele sobre o pedido da defesa do ex-presidente, que questiona a relatoria do ministro Gilmar Mendes nas ações que envolvem a posse de Lula no cargo de ministro da Casa Civil.

Caberá a Lewandowski decidir se Gilmar Mendes pode continuar relatando ações que contestam a nomeação do ex-presidente. Para os advogados de Lula, Zavascki, relator das duas primeiras ações que chegaram ao Supremo, deveria relatar todos os processos sobre o assunto. Segundo a defesa, Gilmar Mendes assumiu relatoria de ações que deveriam ser distribuídas a Zavascki.

Artigos Relacionados

Cai liminar do DF que impedia posse de Lula; AGU chama juiz de Cai liminar do DF que impedia posse de Lula; AGU chama juiz de "engajado" contra Dilma
LIMINAR CASSADA Decisão de desembargador atende à alegação da AGU de "ausência de...
Moro impõe sigilo à lista de políticos que receberam dinheiro da Odebrecht Moro impõe sigilo à lista de políticos que receberam dinheiro da Odebrecht
INTERESSES A lista cita políticos da oposição e do governo que receberam repasses da empreiteira...
Gilmar Mendes suspende posse e processo volta para Moro Gilmar Mendes suspende posse e processo volta para Moro
INSTÂNCIAS Na mesma decisão, Mendes decidiu que os processos que envolvem Lula na Operação Lava...

Leia mais

Correio Caros Amigos

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
×