Caros Amigos lança o Especial Judiciário

Edições Temáticas
Typography

001 CAPA JUSTICA 69Especial Judiciário

O Poder Judiciário assume, cada vez, um papel central na vida social e política do Brasil. Desde a Constituição Cidadã, o poder da Justiça passou a ser também o poder das garantias individuais ou de minorias através da defesa da cidadania e dos direitos humanos. No especial Judiciário, que chega às bancas e na loja virtual, Caros Amigos mira o Judiciário sob vários aspectos: as mudanças constitucionais que exigem de juízes uma maior proximidade com a sociedade; as velhas estruturas que se mantêm fechadas; a mão de ferro ou pouco caso sobre pobres e negros, que são a imensa maioria no sistema prisional, as “vítimas da Justiça”; a precariedade das defensorias, que atendem a essa população pobre; seu papel na atual repressão a manifestantes; a influência da exposição na mídia e a alternativa à penalização com a Justiça Restaurativa, além de aritgo do juiz André Augusto S. Bezerra, da  Associação Juízes para a Democracia, e entrevista com  a jurista Flávia Piovesan.

Entre outros temas, Flávia aponta que o Judiciário brasileiro ainda é para poucos – a maior parte das demandas em andamento envolvem grandes grupos econômicos. Para ela, além de uma democratização de fato, o Judiciário precisa fortalecer as demandas no campo de direitos humanos, sobretudo no que diz repeito às minorias.

A democratização do Judiciário passa pelo fortalecimento do acesso à Justiça, por exemplo, por meio das Defensorias Públicas. Mas como mostra reportagem do especial, as Defensorias vivem do heroísmo de seus funcionários: são o órgão do Judiciário que menos verba recebem e mais sofrem com falta de estrutura.

O especial traz ainda reportagem sobre a exposição de juízes e cortes na mídia. Para o advogado Celso Bandeira de Mello, as transmissões de sessões do Supremo, por exemplo, deveriam ser proibidas, pois, “faz do juiz um ator” e pode influenciar as decisões.

Entre outras questões polêmicas, o especial Judiciário traz também um questionamento sobre o papel do Ministério Público, seu poder e atuação e artigo do juiz André Bezerra, em que aponta defasagem do Judiciário em relação à redemocratização do País.

SUMÁRIO

Regime Fechado
4 - Democratização do Judiciário e Direitos Humanos - Por André A. S. Bezerra

PUBLICIDADE
,
PUBLICIDADE

Sistema Judicial
6 - Vítimas da Justiça - por Fania Rodrigues

Assistência
10 - Porta para a Justiça - por Fania Rodrigues

Exposição
14 - Juízes na mídia - por João Batista Cesar

Entrevista
16 - Flávia Piovesan - por Aray Nabuco

Promotoria
21 - O papel do Ministério Público - por Lúcia Rodrigues

Exceções
24 - Juízes da repressão - por Lilian Primi

Alternativa
27 - Justiça restaurativa - por Lúcia Rodrigues

Artigos Relacionados

Edição Especial - Caminhos da Esquerda Edição Especial - Caminhos da Esquerda
NAS BANCAS "Não existem fórmulas pré-estabelecidas e certeiras que permitam ao conjunto da...
Edição especial aborda novas militâncias e ativismo virtual Edição especial aborda novas militâncias e ativismo virtual
NOVAS ESQUERDAS Este especial de Caros Amigos estica o olhar para essa movimentação...
Especial Especial "Novas Esquerdas" está nas bancas
NOVAS ESQUERDAS Este especial de Caros Amigos estica o olhar para essa movimentação...

Leia mais

Correio Caros Amigos

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
×