Povos indígenas repudiam o ministro da Justiça anti-indígena

Política
Typography

Ormar Serraglio (PMDB) substitui Alexandre de Moraes, nomeado ministro do STF após ter sido indicado por Temer

 Do Ihu-Online

A Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) repudia a nomeação do ruralista Osmar Serraglio como Ministro da Justiça a qual caracteriza mais um golpe contra os direitos dos povos indígenas, uma manifestação explícita da vontade do governo ilegítimo de Michel Temer e de sua base aliada de consumar o processo de regressão e supressão dos direitos humanos fundamentais, direitos originários e permanentes desses povos consagrados pela Constituição Federal de 1988.

Leia mais:

Discurso machista de Temer repercute na imprensa internacional

MTST e governo se reúnem após 3 semanas de "Ocupa Paulista"

Mulheres sem-terra paralisam Vale por calote na Previdência

PUBLICIDADE
,
PUBLICIDADE

Confira a nota na íntegra:

Osmar Serraglio foi um dos mais atuantes da bancada ruralista e da turma de deputados declaradamente racistas da região sul do País, postuladores e ferrenhos defensores da PEC 215/00, contra a qual os povos indígenas se mobilizaram bravamente nos últimos 05 anos. Presidiu em 2016 a Comissão de Constituição e Justiça quando aconteceu a cassação do mandato de Eduardo Cunha, porém sempre foi membro da tropa de choque deste ex-parlamentar, defendeu abertamente o desembarque do PMDB do anterior governo e votou a favor da abertura do impeachment que culminou com o golpe parlamentar, midiático e empresarial que hoje arremete rotineiramente contra os direitos indígenas.

Escolhido como parte da demanda da bancada do PMDB, Serraglio é dos que querem a mudança nos procedimentos de demarcação das terras indígenas, a revisão das demarcações concluídas e a consolidação da tese do marco temporal, em suma, dos que defendem o fim da demarcação das terras indígenas. E ainda, dos que usam os pequenos agricultores para camuflar os interesses do agronegócio e incitar práticas de ódio, racismo e violência contra os povos indígenas nos territórios.

Sabendo que é reconhecido publicamente como um dos principais inimigos dos povos indígenas, Serraglio teve ainda o descaro de enviar convites para a sua posse a várias lideranças indígenas, afrontando mais uma vez especialmente aquelas que mais tem combativo o seu mandato e atuação.

Com um ministro da Justiça desse tipo, aos povos indígenas só resta continuar lutando inclusive à custa da própria vida na defesa de seus direitos constitucionais, principalmente territoriais.

Pelo direito de viver!

Artigos Relacionados

Licenciamento Licenciamento "flex" sai da pauta, mas ainda ameaça ambiente
BANCADA RURALISTA Projeto do deputado Mauro Pereira (PMDB-RS) acaba com o licenciamento ambiental e...
Petição com 1,3 milhão de assinaturas pela cassação de Cunha é entregue na Câmara Petição com 1,3 milhão de assinaturas pela cassação de Cunha é entregue na Câmara
ÉTICA Processo contra o deputado é "prova dos nove para democracia”, considera a Avaaz. (Foto:...
Ao mudar ordem de votação, Cunha admite não ter votos para impeachment Ao mudar ordem de votação, Cunha admite não ter votos para impeachment
PRECONCEITO Medida imposta pelo presidente da Câmara, em parceria com Temer, é simbólica: antes...

Leia mais

Correio Caros Amigos

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
×