Rodrigo Maia prevê aprovação da terceirização total até quarta-feira (22)

Política
Typography

 

Maia também se diz "confiante" sobre a aprovação das reformas trabalhista e previdenciária

Da Carta Capital

O presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (DEM-RJ) afirmou nesta segunda-feira (20) que os parlamentares devem aprovar a terceirização total do trabalho até esta quarta-feira (22).

O projeto de lei 4.302, que permite a terceirização de todas as atividades da empresa, foi criado em 1998 e aprovado em 2002 pelo Senado. Se passar pela Câmara, como previsto, só dependerá da sanção de Michel Temer (PMDB). 

"Acredito que nesta semana a gente tenha condições de aprovar, entre terça e quarta-feira, a terceirização na Câmara dos Deputados. É um passo importante porque milhões e milhões de empregos hoje são gerados por terceirização", disse o presidente da Casa durante evento da Câmara Americana de Comércio em São Paulo.

Leia mais:

PUBLICIDADE
,
PUBLICIDADE

Chile suspende importações de carne bovina do Brasil após operação da Polícia Federal

Na reforma da Previdência, políticos e cidadãos não falam a mesma língua

Com Temer cada vez mais por baixo, antecipação das eleições é possível, diz Stedile

A reforma trabalhista, por ser um projeto de lei ordinária, depende apenas de maioria simples para ser aprovada (metade dos deputados votantes, com quórum mínimo de 257). Basta o apoio de 129 parlamentares.

Em 2015, a Câmara aprovou outro projeto de terceirização, mas não é este que será votado. Um acordo entre Maia e o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), priorizou o projeto de 1998, cujo relator é o deputado Laercio Oliveira (SD-SE). 

O acordo se deu a pedidos do governo, uma vez que este projeto de lei está mais próximo de ser sancionado do que o aprovado em 2015, que ainda precisa passar pelo Senado.

Rodrigo Maia também se diz "confiante" sobre a aprovação das reformas trabalhista e previdenciária apresentadas pelo governo Michel Temer. Elas também devem ser votadas na Câmara, nesta sequência, nos próximos meses. 

Artigos Relacionados

Aprovada na Câmara, reforma desmonta garantias trabalhistas Aprovada na Câmara, reforma desmonta garantias trabalhistas
RETROCESSO Câmara dos Deputados aprova reforma trabalhista por 296 votos a 177, apesar de...
Projeto de Projeto de "reforma" trabalhista passa na comissão e vai a plenário
FIM DA CLT Oposição afirma que mudanças privilegiam os interesses dos empresários e vão...
Comissão da Câmara deve votar reforma trabalhista nesta terça-feira Comissão da Câmara deve votar reforma trabalhista nesta terça-feira
RETROCESSO A votação da reforma trabalhista vai ocorrer na Comissão Especial da Câmara dos...

Leia mais

Correio Caros Amigos

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
×