Editorial: somente eleições diretas podem pacificar a Nação

Política
Typography

 

Editorial: Somente eleições diretas podem pacificar a Nação

PUBLICIDADE
,
PUBLICIDADE

Este momento de profunda crise política e institucional pelo qual passa o País exige uma única direção: o aprofundamento da democracia e a decisão soberana dos cidadãos. Para qualquer outra decisão, mesmo a de seguir o rito da Constituição, o que seria eleição indireta, não há sustentação política para um Congresso – e mesmo um Judiciário – há muito desmoralizados e lançados em um balcão de negociatas desde o processo e impedimento da presidente Dilma Rousseff. Não haverá pacificação da Nação, aturdida pela ciranda de denúncias de corrupção e manipulações, nem equilíbrio institucional se a decisão dos rumos do País não vier da própria sociedade, pois que a moral e representatividade do Congresso evaporaram-se há muito tempo. Não há solução em uma eleição indireta, conforme prevê o rito constitucional; haverá mais crises e desconfianças. Por esta avaliação, desde já, Caros Amigos se posiciona ao lado da decisão soberana na Nação: eleições diretas para recompor a sustentação política e social de qualquer governo.

Artigos Relacionados

Decreto de Temer permite uso das Forças Armadas para Decreto de Temer permite uso das Forças Armadas para "garantia da Lei e da Ordem"
EXCEÇÃO Em coletiva, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, afirmou que a medida foi tomada a...
Presidenciável em eleição indireta, Meirelles foi artífice da ascensão de Joesley Presidenciável em eleição indireta, Meirelles foi artífice da ascensão de Joesley
CRISE POLÍTICA Ministro da Fazenda esteve por quatro anos à frente do conselho consultivo da...
Paulo Maluf é condenado no STF por lavagem de dinheiro Paulo Maluf é condenado no STF por lavagem de dinheiro
JUSTIÇA Decisão diz respeito a esquema de desvios em obras estimado em mais de US$ 170 milhõ...

Leia mais

Correio Caros Amigos

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
×