Outubro 22, 2021

CAROS AMIGOS, FUTEBOL AO VIVO, TV E NOTÍCIAS

AQUI É O LUGAR DOS CAROS AMIGOS, FUTEBOL AO VIVO, REALITY SHOW E NOTÍCIAS EM GERAL

Por primeira vez duas mulheres serão árbitras na Copa do Mundo

3 min read

Qatar 2022 vai marcar a história da arbitragem feminina de futebol ja que por primeira vez duas mulheres serão árbitras de partidos de classificação à Copa do Mundo. Trata-se de Stéphanie Frappart e Kateryna Monzul. Freppart será a encarregada do jogo dos Países Baixos e Letônia, que será jogado em Amsterdam em 27 de maio. Monzul estará no encontro que enfrentará Áustria e as Ilhas Feroé em 28 de Março em Viena. Embora as árbitras já tenham participado em jogos de classe internacional, esta será a primeira vez que serão de eliminatórias da Copa do Mundo. 

Pierluigui Collina, a presidente do FIFA Referees Committee comentou ao respeito:

“Embora elas tiveram alguns jogos em competições masculinas importantes sob seus cinturões, oficializar um qualificador da Copa do Mundo da FIFA pela primeira vez é algo especial e é algo para ficar bem orgulhosas. Elas trabalharam duro nos últimos anos e essas nomeações são o reconhecimento pelo bom trabalho que fizeram (…) A FIFA continuará a promover o desenvolvimento da arbitragem feminina e estou confiante de que a nomeação de árbitras femininas para os jogos masculinos será absolutamente comum no futuro” sublinhou. 

A notícia foi dada pelo Twitter oficial da FIFA onde se escreveu: 

“Stéphanie Frappart and Kateryna Monzul are set to become the first female match officials to take charge of men’s FIFA #WCQ this week. 

Mexican & American female match officials will also make their mark in the opening rounds @Concacaf #WorldCup qualifying this window too.”

(“Stéphanie Frappart e Kateryna Monzul são eleitas para se tornarem as primeiras oficiais femininas a assumir o comando do FIFA #WCQ masculino esta semana. Oficiais de arbitragem femininos mexicanas e americanas também deixarão sua marca nas rodadas de abertura @Concacaf #Worldcup qualificando esta janela também.”)

Frappard está rapidamente se convertendo em uma das árbitras mais conhecidas dos jogos. De 37 anos, de uma pequena localidade de Le Plessis-Bouchard (região parisiense), tem tido sucesso em tudo até que, de adolescente, decidiu se dedicar à arbitragem.

Em 2019, Stéphanie tornou-se a primeira mulher designada para arbitrar a final da Supercopa Masculina da UEFA. Meses antes também foi a primeira mulher designada para arbitrar um jogo de máxima competição francesa. Em dezembro de 2020 converteu-se na primeira mulher a arbitrar na UEFA Champions League. Ela também dirigiu em 2019 a Supercopa Europeia entre Liverpool e Chelsea e foi a primeira mulher em dirigir jogos da máxima divisão da França.

Numa reportagem de jornalistas na sede da Federação Francesa de Futebol (FFF), falou sobre o seu reconhecimento: “Os jogadores sempre me apreciaram, em todas as categorias que arbitrado. O meu percurso fala por mim, é o meu melhor aval”.

Por outro lado, a carreira de Monzul também é bem sucedida. Em 2014 foi eleita a segunda melhor árbitra do mundo pela Federação Internacional de História e Estatística de Futebol (IFFHS) atrás de Bibiana Steinhaus. Monzul fala fluentemente Inglês e tem uma licenciatura em arquitetura e urbanismo de Kharkov. 

A nomeação de árbitras femininas para as eliminatórias da Copa do Mundo é outro marco muito importante no caminho estabelecido pela FIFA para promover o desenvolvimento da arbitragem feminina.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *